Ir direto para menu de acessibilidade.

Arquitetura e-PING

por Seict | publicado 8 de março de 2018 | última modificação 24 de julho de 2019

Arquitetura e-PING


O que é e-PING?

É uma arquitetura que define os padrões de Interoperabilidade e Governo Eletrônico, ou seja, um conjunto mínimo de premissas, políticas e especificações técnicas que regulamentam a utilização da Tecnologia da Informação e Comunicação na interoperabilidade de serviços de Governo Eletrônico, estabelecendo as condições de interação com os demais Poderes e esferas de governo e com a sociedade em geral. A e-PING Estadual foi aprovada pelo Comitê Estadual de Gestão em reunião realizada no dia 17 de março de 2008.

Grupos de Trabalho
Documentação


O que é Interoperabilidade?

“Interoperabilidade define se dois componentes de um sistema, desenvolvidos com ferramentas diferentes, de fornecedores diferentes, podem ou não atuar em conjunto.” (Lichun Wang, Instituto Europeu de Informática – CORBA Workshops) “Habilidade de dois ou mais sistemas (computadores, meios de comunicação, redes, software e outros componentes de tecnologia da informação) de interagir e de intercambiar dados de acordo com um método definido, de forma a obter os resultados esperados.” (ISO) “Habilidade de transferir e utilizar informações de maneira uniforme e eficiente entre várias organizações e sistemas de informação.” (Governo da Austrália).


Políticas Gerais

Alinhamento com a INTERNET;
Adoção do XML para intercâmbio de dados (padrão primário para a integração de dados);
Adoção de navegadores (browsers); Suporte de mercado (redução de custo e risco);
Escalabilidade quanto ao volume;
Adoção Preferencial de Padrões Abertos (sistemas proprietários serão aceitos, somente de forma transitória ou mediante parecer);
Garantia à privacidade de informação.