Ir direto para menu de acessibilidade.

Grupos de Trabalho

por Seict | publicado 8 de março de 2018 | última modificação 24 de julho de 2019

Grupos de Trabalho


A arquitetura e-PING foi segmentada em cinco partes, com finalidade de organizar as definições dos padrões. Os cinco segmentos – “Interconexão”, “Segurança”, “Meios de Acesso”, ”Organização e Intercâmbio de Informações” e “Áreas de Integração para Governo Eletrônico” – foram subdivididos em componentes, para os quais foram estabelecidas as políticas e as especificações técnicas a serem adotadas pelo governo estadual.

A seguir são relacionados os componentes que constituem cada um dos cinco segmentos:

GT – Interconexão

O segmento “Interconexão” estabelece as condições para que os órgãos de governo se interconectem, além de fixar as condições de interoperação entre o governo e a sociedade. Neste segmento, são estabelecidas as especificações para:

* Protocolo de Transferência de Hipertexto;
* Transporte de Mensagem Eletrônica;
* Segurança de Conteúdo de Mensagem Eletrônica;
* Acesso à Caixa Postal;
* Acesso Seguro à Caixa Postal; Diretório;
* Serviços de Nomeação de Domínio;
* Endereços de Caixa Postal Eletrônica;
* Protocolo de Transferência de Arquivos;
* Intercomunicação LAN / WAN;
* Transporte;
* Web Services: SOAP, UDDI e WSDL.

GT – Segurança

Este segmento trata dos aspectos de segurança de TIC que o governo estadual deve considerar. São tratados os padrões para:

* Segurança de IP;
* Segurança de Correio Eletrônico;
* Criptografia;
* Desenvolvimento de Sistemas;
* Serviços de Rede;
* Coleta e arquivamento de evidências.

GT – Meios de Acesso

No segmento “Meios de Acesso”, são explicitadas as questões relativas aos padrões dos dispositivos de acesso aos serviços de Governo Eletrônico. Nesta versão, são abordadas, apenas, as políticas e as especificações para estações de trabalho, cartões inteligentes (smart cards), tokens e outros cartões.

Padrões para acesso via estações de trabalho

* Navegadores (browsers);
* Conjunto de Caracteres e Alfabetos;
* Formato de Intercâmbio de Hipertexto;
* Arquivos do Tipo Documento;
* Arquivos do Tipo Planilha;
* Arquivos do Tipo Apresentação;
*  Arquivos do Tipo Banco de Dados para estações de trabalho;
* Especificação de Intercâmbio de Informações Gráficas e Imagens Estáticas;
* Gráficos Vetoriais;
* Especificação de Padrões de Animação;
* Arquivos do Tipo Áudio e do Tipo Vídeo;
* Compactação de Arquivos de Uso Geral;
* Arquivos para Georeferenciamento.

Cartões Inteligentes / Tokens / Outros

* Definição de Dados;
* Aplicações (inclusive multi-aplicações);
* Componentes Elétricos;
* Protocolos de Comunicação;
* Padrões de Interface Físico;
* Segurança; I
* nfra-estrutura do Terminal.

GT – Organização e Intercâmbio de Informações

Aborda os aspectos relativos ao tratamento e à transferência de informações nos serviços de governo eletrônico. Inclui padrão de estrutura de assuntos de governo e de metadados, compreendendo os seguintes componentes:

* Linguagem para intercâmbio de dados;
* Linguagen para transformação de dados;
* Definição dos dados para intercâmbio;
* Catálogo de Padrões de Dados (CPD);
* Lista de Assuntos do Governo: Taxonomia para Navegação (LAG);
* Padrão de Metadados do Governo (e-PMG);

GT – Áreas de Integração para e-GOV

*  XML Schemas referente a aplicações voltadas a Áreas de Atuação de Governo, que serão organizadas na forma de catálogo;
* Áreas de Atuação de Governo, cuja padronização seja relevante para a interoperabilidade de serviços de Governo Eletrônico, tais como Processos e Informações Geográficas.